sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Escolinha do sexo abre suas portas

Parece manchete do antigo jornal Notícias Populares, mas é verdade: a sueca Ylva-Maria Thompson acabou de abrir a primeira escola especializada em sexo do mundo!
Ela fica em Viena, na Áustria, numa mansão do século XVIII especialmente adaptada para o curso – cujos únicos requisitos são ser maior de 16 anos e falar alemão. O semestre custa aproximadamente 4 mil reais.
Diz a criadora: “Ensinamos posições sexuais, técnicas de carícias e conhecimentos anatômicos. E tudo na prática”, entrevistada pelo jornal britânico “Daily Mail”.
Os alunos vão dormir em quartos mistos – ou seja, facílimo para fazer a lição de casa! Olha que dá tempo de se inscrever, hein?

Por Danilo Rodrigues/ GLOSS

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O que todo Pênis gostaria que você soubesse

O que todo Pênis gostaria que você soubesse

Ele é um órgão misterioso e mágico. Há chance de você já ser uma fã... Mas, porque você mesma não tem um balangandã desse para chamar de seu, pode ser complicado saber exatamente como deixá-lo — e mantê-lo — feliz. Quanto mais profundamente você entender como ele funciona, mais conectada ficará com seu parceiro e mais felizes vocês dois se sentirão. Com isso em mente, ouça o que o pênis dele diria se pudesse falar pelo seu dono

por Dudley Seth Danoff*

“Eu cresço e apareço”

Quando um homem resolve mostrar suas armas, pode ser que você não fique apaixonada à primeira vista, mas a maioria dos pênis acaba sendo, grosso modo, do mesmo comprimento, sem levar em consideração quando estão moles. Em média, um pênis em posição de descanso tem cerca de 10 cm, enquanto ereto ele tem 15 cm; mas mesmo aqueles que são menores no começo tendem e chegar a esse tamanho na hora H. Para as mulheres, satisfação tem mais a ver com quanto um pênis é duro e quanto tempo ele demora a ficar desse jeito do que com o tamanho. Então, a não ser que ele seja pequeno de um jeito fora do comum (micropênis) — e é muito raro — ou extremamente grande, tamanho não é um problema porque as mulheres simplesmente acham que não é.

"Tente qualquer coisa. Eu não sou tão exigente, juro”


Sem dúvida o seu companheiro acha bacana quando você chega cheia de graça com alguma novidade, mas você não precisa suar o top para fazer com que ele fique pronto para o rala e rola. O pênis responde de pronto a um contato direto. É intensamente sensível, especialmente a glande, que é a cabeça do pênis e onde a mãe natureza colocou as principais terminações nervosas que produzem o prazer sexual e o orgasmo. Exatamente que tipo de toque vai deixar um cara excitado é questão de preferência e circunstâncias. Alguns homens gostam de um jeito leve e gentil, enquanto outros preferem uma pegada mais vigorosa. Alguns gostam de um toque mais seco, mas há os que prefiram a mão lambuzada. Há ainda os que ficam doidos com movimentos lentos e cadenciados, ao passo que o restante gosta da coisa selvagem e rápida. E há ainda a turma que aprecia todas as técnicas, em diferentes graus, em diferentes momentos. O fato é que o pênis fica agradecido por qualquer tipo de ação. Então, não fique tímida — experimente várias técnicas para ver a que tipo de pegada o seu homem reage com mais entusiasmo.

“Você pode me ajudar quando estou nervoso”


Poucas coisas são mais broxantes embaixo dos lençóis do que a ansiedade. É claro que há razões médicas que podem explicar por que o cara não consegue dar no couro — incluindo diabetes, doenças cardiovasculares e efeitos colaterais causados por medicamentos —, mas nove em cada dez casos de problemas de impotência têm a ver com o que está entre as orelhas dele, e não entre as pernas. A insegurança vai do cérebro ao pênis a jato. Então, se você estiver com um cara pela primeira vez (vocês mal se conhecem, certo?) ou ele se sente pressionado em dar conta do recado por alguma razão (mesmo que seja a décima vez que estão juntos), é o pênis que pode deixá-lo na mão. A partir do momento em que ele começa a se preocupar se terá capacidade de ter e de manter uma ereção, ele pode ficar desajeitado ou esquecer as coisas que fazem com que você fique excitada ou ficar distraído para curtir os beijos e os carinhos que você está fazendo nele. E aí, minha amiga, já sabe...

Quando você sentir que ele está ficando tenso, deixe-o à vontade para dizer por que está ansioso. Acontece com qualquer um, e a sua compreensão vai ter um significado enorme para ele. Em 99% das vezes, a sinceridade entre vocês vai aliviar a tensão. Você pode fazer a sua parte tirando a pressão das costas dele — quer dizer, não exatamente das costas. E, se não der certo, tente de novo, de novo, de novo. (E de novo.)

"Gosto quente"

Quando o assunto é a potência do pênis, quente é melhor do que frio. Por isso a melhor coisa que os casais fazem é passar a lua de mel no Havaí, e não na Antártica. Quando o pênis leva um jato de ar ou água frios (às vezes, até lubrificante com efeito gelado), a pele se contrai, o saco escrotal encolhe e os testículos se retraem.

“Me dá uma força aí”


Você pode dar uma mãozinha para ajudar a ereção do seu homem a durar mais tempo. Primeiro, o encoraje a praticar o método Kegel. Assim como você, ele pode aprender a controlar os orgasmos e a aumentar a intensidade deles fortalecendo a musculatura do períneo — a área entre o escroto e o ânus. Que tal ensiná-lo? Diga a ele para contrair esses músculos, manter a contração por 10 segundos e repetir.

Segundo: se vocês estão avançando na reta final, quase chegando à linha de chegada, mas ainda querem curtir um pouco mais e, portanto, segurar um pouco mais o orgasmo dele, tentem a já testada técnica de contração. Quando sentir que está perto de ejacular, ele deve frear. Então — e é aqui que você vai se envolver —, segure o pênis logo abaixo da cabeça com o dedão e o indicador e aperte com um pouco de força. Isso vai fazer com que ele adie a ejaculação. A quantidade de pressão varia de acordo com o homem, mas não fique com medo de dar uma boa apertada — o pênis duro aguenta o tranco. Uma vez que vocês tenham a situação sob controle, espere de 1 a 2 minutos antes de voltarem ao rala e rola novamente. É possível que ele perca parte da ereção por causa da sua pegada — mas isso não é muito comum. Se acontecer, não entre em pânico. A ereção completa volta rapidamente, especialmente se você lhe der um pouco de atenção. Entendeu?

“Bom dia, América”

Sexo pela manhã é uma ótima forma de chacoalhar a rotina e um despertador bem eficiente (melhor do que a corrida matutina). Afasta a tensão e limpa as teias de aranha do corpo dos dois. Na verdade, o pênis da maioria dos homens está pronto para a ação: muitos gostam de sexo pela manhã exatamente por causa da tão famosa ereção matinal. Durante a noite, a bexiga cheia comprime a circulação sanguínea na região pélvica, mantendo sangue no pênis mais tempo do que o normal. O resultado típico disso é que o pênis esteja duro pela manhã. Tenha certeza de que depois do vamos ver vocês vão gostar do que verão no espelho — estarão na sintonia certa para ter um ótimo dia pela frente!

“Sexo é o meu melhor raio X”

Para garantir uma próstata saudável, estimule seu parceiro a ir ao médico com regularidade. (Parece mentira, mas homens pertencem àquela raça que só procura ajuda quando está morrendo.) Cuidar da forma fisicamente também é o melhor caminho para manter as coisas lá embaixo funcionando bem por mais tempo. O corpo todo do seu parceiro está envolvido no sexo: as pernas, os braços, as costas, o abdômen. Se eles ficam flácidos, adivinhe... O pênis pode ficar mole também. Mais: a próstata, assim como todos os órgãos, se beneficia das atividades físicas. Quando seu parceiro goza, os músculos do períneo se contraem violentamente, o que proporciona uma massagem na próstata. Esse estímulo mantém seus canais abertos e previne que seus fluidos internos fiquem estagnados.

A dura verdade

Independentemente de quanto uma ereção pareça localizada, ela é, na verdade, o resultado de um complexo processo que envolve os sistemas neurológico, vascular, muscular e endócrino. O pênis fica duro em uma série de passos distintos. A primeira reação, a excitação, acontece quando os nervos são estimulados e os vasos sanguíneos do órgão começam a se dilatar. Isso pode ser detonado por algo que seu parceiro vê, ouve, cheira, sente ou imagina. A conexão é tão íntima e imediata como se o pênis tivesse os órgãos dos sentidos nele mesmo. Quando o cérebro decide que é hora de o pênis ficar duro, começa a enviar sinais para a área lombar da coluna cervical. De lá, a mensagem se espalha por uma ramificação nervosa até o pênis. Quando os sinais chegam, os minúsculos músculos das artérias do pênis relaxam e a circulação sanguínea fica de seis a oito vezes mais rápida do que o normal. O pênis do seu parceiro fica, então, empapuçado de sangue — deixando-o maior, mais firme e mais duro. E quando tudo está funcionando a contento o pênis fica ereto o tempo que for preciso para fazer um golaço. Isso por causa de um mecanismo que previne que o sangue escorra para fora do pênis antes do tempo. Assim que seu parceiro ejacula — ou o tesão vai embora por qualquer razão (leia “Você pode me ajudar quando estou nervoso”) —, o pênis fica molinho outra vez.

>> O fato é que o pênis fica agradecido por praticamente qualquer tipo de ação. então, não fique tímida!
Revista woman



segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A marcha dos pelados


Alemanha cria a primeira trilha para quem gosta de fazer longas caminhadas e apreciar a natureza - sem roupa

por Aurelio Amaral

Para atravessar a pé os 9 quilômetros que separam os vilarejos de Wip­pra e Dankerode, no leste da Alemanha, você só precisa de um par de tênis. E mais nada. Lá, em meio a muito verde, fica a primeira trilha nudista do mundo - onde é possível fazer hiking (caminhada no mato) sem roupa e sem arranjar problemas com a lei. O hiking nudista é uma atividade já praticada em países como Inglaterra, EUA, Suíça e na própria Alemanha, mas de forma clandestina: quando são flagrados pela polícia, seus adeptos costumam ser multados ou presos. Agora, em uma grande vitória para os pelados, a Alemanha decidiu legalizar a prática.

Na entrada da trilha, uma placa avisa: "Se você não quer ver pessoas peladas, não passe deste ponto". A trilha é uma iniciativa da prefeitura de Wippra, e está agradando. "Quando praticamos atividades físicas pelados, nos sentimos mais conectados com o meio ambiente", diz Horst Kehm, coordenador do fórum Nacktwandern.de, que reúne os hikers nudistas. Os praticantes costumam caminhar em pequenos grupos, de 15 a 20 pessoas, e tomam o cuidado de se vestir 50 ou 100 metros antes do final da trilha para não chocar a população em geral.

A Alemanha é o país com maior concentração de nudistas - acredita-se que 12 milhões de pessoas, 14,6% de toda a população do país, já tenham se despido em público pelo menos uma vez. "Nós nunca tivemos nenhum problema. As pessoas são simpáticas, até puxam assunto com a gente", conta Kehm.

Superinteressante


sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Posições difíceis



A ilha

A posição
Deixe o rapaz deitado de costas, com joelhos flexionados. Ele apoia os calcanhares para mover o quadril. Sente-se sobre o pênis, encaixando-o na vagina. Então, abra as pernas, dobre os joelhos e deite-se, apoiando os pés ao lado do corpo dele.

Divirta-se!
Por estar com as mãos livres, você pode movimentá-las em nome do prazer. Toque seus seios, clitóris e acaricie os testículos dele. O gato também pode explorar seu corpo todinho enquanto dita o ritmo da transa, erguendo e abaixando o quadril.


As anêmonas

A posição
Com a cabeça e os ombros erguidos, ele se deita com as costas apoiadas num travesseiro. Você, então, deita por cima, mas com a cabeça na direção dos pés dele. Agora, abra as pernas, apoiando-as ao lado do corpo dele. Assim, poderá ser penetrada lentamente.

Divirta-se!
Aproveite estA posição - para explorar outras partes do corpo do maridão, como pernas, tornozelo, pés... Ele, que segura seu bumbum neste momento, tem a chance de explorar seu períneo - área entre o ânus e a vagina - com as mãos.


Sutil harmonia

A posição
Oriente o gato a deitar-se de costas, deixar as pernas um pouco abertas e flexionar os joelhos em direção ao peito. Então, abra suas pernas, colocando-as entre o quadril dele. Agora, desça até a penetração ocorrer. Segure as mãos do parceiro, que estarão apoiadas em seu bumbum.

Divirta-se!
Assuma o comando, pois a liberdade de movimentos é sua! Mexa-se com suavidade, aproveitando os prazeres desta posição. Peça ao gato que alterne as carícias entre seus seios, mamilos, coxas e clitóris.


continua...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

9 posições sexuais que turbinam o prazer

As melhores posições do Kama Sutra divididas em três estágios de dificuldade



Conteúdo do site VIVA!MAIS


Kama Sutra é um texto indiano que aborda o comportamento sexual e ilustra várias posições de sexo
Foto: Getty Images

Se você adora inovações apimentadas na vida a dois, precisa conhecer melhor um tradicional livro indiano chamado Kama Sutra. Festejado como o pai das enciclopédias sexuais, o danado inspirou - e inspira! - centenas de publicações na mesma linha.

A mais nova delas, Kama Sutra - As 101 Posições Mais Sensuais, de Alicia Gallotti, elege as melhores formas de protagonizar uma transa quente. Veja algumas posições sexuais abaixo!

Posições fáceis



Desafio sugestivo

A posição
Deite-se de barriga para cima e abra as pernas. O gato se ajoelha entre elas e senta-se nos próprios calcanhares. Ajeite suas pernas sobre as coxas dele.

Divirta-se!
Diga ao moço para segurar seu bumbum e puxá-la para perto, provocando-a antes da penetração - tocando seu clitóris ou passando o pênis pelos grandes lábios. Quando estiverem em ponto de bala, ele a penetra. Para esquentar mais, masturbe-se enquanto ele controla os movimentos.

Os vaga-lumes


A posição
Ele se ajoelha diante de você, que estará com as costas no colchão e os joelhos flexionados. Ele pega em seu bumbum e levanta suas pernas. Em seguida, a penetra pelo ânus.

Divirta-se!
Diga a ele para manter uma das mãos em sua cintura e levar a outra ao clitóris, aumentando ainda mais a excitação da sua vagina. O toque pode, ainda, ser intensificado à medida em que acelerar o ritmo da penetração. Não perca tempo: indique a ele como quer ser estimulada, mostrando com sussurros e gemidos como está gostando!
Dueto vulcânico
A posição
Sentem-se de frente um para o outro - ele com as pernas abertas e você com as suas sobre as dele. Agora, inclinem os corpos para trás e se apoiem na palma das mãos. Para a penetração, impulsionem as nádegas para frente, indo em direção ao outro.

Divirta-se!
Para que ambos gozem, devem encontrar um ritmo constante durante a penetração. Você pode, inclusive, tentar outros movimentos, como ''rebolar'' o quadril.
Posições intermediárias


O escravo

A posição
De barriga para cima, ele se deita com as pernas fechadas e estendidas. Agora, sente-se sobre o pênis, encaixando-o na vagina, de forma que seus joelhos estejam flexionados e seus pés próximos às orelhas do gato. Para ficar firme, apoie as mãos nas coxas dele; é o rapaz quem controla os movimentos.

Divirta-se!
Nesta posição, ele pode beijar suas pernas e acariciar sua vagina! Bônus: como você está com as pernas pouco abertas, os músculos vaginais tocam o pênis com intensidade e potencializam o tesão!


Natureza indomada

A posição
Deitada de costas, gire o quadril à medida em que o parceiro, ajoelhado, se encaixa entre suas pernas. Para facilitar a penetração, ponha uma perna sobre a coxa dele.

Divirta-se!
Enquanto o gato controla o delicioso vai e vem, você ainda pode acariciar a base do pênis dele com suavidade. Com a outra mão, sinta-se à vontade para se masturbar! Ele também pode tocar seus seios durante a transa. Nesta posição, a penetração é bem profunda e você sente muitos pontos estimulados, o que facilita o prazer.

Ardente sedução


A posição
Sente-se sobre o parceiro, que está deitado de costas. Ele deve apoiar o corpo sobre os antebraços, mantendo o tronco levemente no alto. Enquanto isso, você se joga para trás e mantém as pernas abertas ao lado do corpo do parceiro. Apoie-se nas duas mãos para ficar firme na penetração.

Divirta-se!
Ao encontrar o equilíbrio, movimente os quadris como quiser. Ele, que estará com uma das mãos livre, pode tocá-la com os dedos ou com a palma da mão, masturbando-a durante o sexo.
continua...

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Tamanho é documento ou não!?





Nós, homens sempre convivemos com dilemas a respeito do nosso órgão sexual. Por causa dessas comparações alguns se sentem envergonhados pelo tamanho do documento, quando é pequeno ou grande de mais. A pornografia gera também uma ditadura do pênis ideal, onde os atores geralmente são super-dotados.

Mas, afinal... Qual é o tamanho certo do pênis? Até quantos anos o pênis se desenvolve?

Essas comparações são milenares, vemos na história técnicas árabes de aumento peniano, e outras culturas que se preocupam com o documento masculino.

A média do pênis masculino varia, geralmente está nos 13 cm.

Um pênis médio em ereção mede entre 12,5 cm a 17,5 cm. Não há definição universalmente aceita para um pênis anormal, mas para fins práticos, considera-se um pênis flácido de até 4 cm, e em ereção até 7,5cm, como pequenos. Vejamos o quadro abaixo :






A interpretação dos dados deve ser feita da forma inversa. Se uma pessoa tem o pênis medindo 16,5 cm, então terá o membro maior que 90% da população brasileira, e menor que 10%. Se medir 13,5 cm, seu pênis será maior que 25% da população brasileira, e menor que 75%.
Mais importante que o tamanho peniano, é a sua funcionalidade. É fato sabido que um membro avantajado tem maiores chances de sofrer disfunção erétil no futuro, devido à maior necessidade de sangue para manutenção da ereção, e o risco de precisar de tratamento é bem mais alto.

Dotadões que se cuidem!

Outro dado interessante está na anatomia sexual da mulher. A vagina tem profundidade variável de 9 a 12 cm. A maioria das terminações nervosas relacionadas ao prazer sexual situam-se justamente na entrada. A espessura do pênis, por dedução, torna-se mais importante. Além disso, o contato do pênis com o colo do útero causa desconforto na mulher, e muitas elas se inibem ao constatar um membro hiper-avantajado no parceiro. Mesmo estando a vagina capacitada para aumentar seu tamanho interno, devido a sua elasticidade ampliada quando a mulher está excitada.

Leitor, se você tem um pênis de 12 cm e não está contente com o seu tamanho, saiba que isso não será problema em um relacionamento.

Tamanho não é tudo, sexo vai além de medidas...

2011/google

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

"Não há nada que aumente o tamanho do pênis na fase adulta", diz urologista
Márcia Moreno








A preocupação com o tamanho do pênis é muito comum entre os homens.  Nos consultórios de urologia, este problema perde apenas para dois outros assuntos também delicados: ejaculação precoce e disfunção erétil. E ao lado da grande preocupação há a vasta oferta de medicamentos, dispositivos, manuais de exercícios e até cirurgias para se tornar bem-dotados.

“Nada disso funciona na fase adulta”, diz Geraldo Faria, urologista e presidente da Sociedade Latino-Americana de Medicina Sexual, que destaca que é preciso ter cuidado com as promessas e milagres oferecidos. “Temos visto em nossos consultórios pacientes com graves sequelas resultantes de um grande apelo que promete de tudo”.

O discurso é reforçado pelo urologista e secretário geral da Sociedade Brasileira de Urologia, Eduardo Lopes: “Não há base científica nestes métodos”.  E mais: eles garantem que o tamanho do pênis não é importante. “A vagina tem de 8 a 10 centímetros de profundidade e é apenas no terço externo que a mulher tem sensibilidade aos estímulos”, conta Lopes. “Um pênis com 9 centímetros é suficiente para dar prazer a uma mulher”, afirma Carlos Araújo,  cirurgião geral e vascular, especializado na área de andrologia.  Vale lembrar que o tamanho médio do pênis do brasileiro é 14 centímetros.

A ansiedade de querer aumentar o pênis pode ocorrer desde a infância. Foi o que aconteceu com Leonardo (nome fictício). O estudante de engenharia civil de 19 anos sofre desde criança. “Quando era pequeno, com 7 anos, fui passar um final de semana com meus tios e primos na praia. Na hora de tomar banho, era alvo de piada. Todos falavam que meu pênis era muito pequeno. Desde então, fiquei com trauma de ficar nu na frente dos outros”, fala.

“Eu sempre me escondia para me trocar em vestiários da escola e academia. Na maioria das vezes, ia tomar banho em casa, com vergonha de alguém me ver sem roupa”. Esta mágoa foi se acumulando até a adolescência, quando o rapaz decidiu que deveria tomar providências.
Aos 16 anos, ele mediu: “meu pênis ereto tinha apenas 10 centímetros”. Resolveu que faria algo para mudar a situação.

Com amigos, conseguiu um manual de exercícios que prometia o aumento do pênis em até 3 cm. “Eu fazia os exercícios todos os dias por quase uma hora”. Foi assim durante vários meses, até que notou que estava se machucando. “Fui a um urologista que pediu para parar com os exercícios, pois já estava com uma fibrose. Tive acompanhamento psicológico e percebi que nada poderia ser feito. Meu problema estava na cabeça e não no pênis”, conta. 

“O pior é que em casos assim, o rapaz não tem para quem reclamar ou recorrer, pois tem vergonha. Existe uma indústria paralela que explora as pessoas”, afirma Lopes.  “O homem não pode ficar limitado ao tamanho. Se perguntarmos, a maioria deles vai responder que quer ter o pênis no joelho”, brinca o médico.

“Quando um paciente entra em meu consultório e pede uma solução para o ‘pênis pequeno’, eu digo que adoraria ter algo simples, confiável e seguro. Mas até agora a ciência não descobriu nada que mude isso. Não há nada a oferecer, só tratamento e aconselhamento psicológico”, fala Faria.

“É um trauma psicológico que pode começar na infância e que o homem carrega pela vida toda”, avalia. “É difícil convencer um homem que acha que tem o pênis pequeno que o tamanho é normal e que o problema está na parte psicológica. Muitos ficam mais preocupados até mais com a aparência do que com a sexualidade”.

Leonardo frequentou dois anos de terapia e acompanhamento médico para poder perder a vergonha e tirar a roupa para uma primeira relação sexual. “E minha namorada da época não reclamou”, confessa. Os médicos garantem que é preciso considerar as distorções do imaginário masculino, que se sentem inseguros com pênis pequenos. “Tem muitos que reclamam até do tamanho quando está flácido”, diz Lopes.
Assim como Leonardo, muitos garotos ficam traumatizados na infância quando os pais ou outras pessoas da família comparam seus pênis com os de outros garotos da mesma idade. “Isso deve ser evitado para não alimentarem o complexo”, explica Faria.


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Guia para o sexo em cada canto da casa

Dê uma folga para a sua cama e explore outros ambientes na hora da transa

Roberta Figueira

Saia da rotina e turbine a relação mudando de cômodo na hora do sexo.  As consultoras sexuais Fatima Mourah, Lu Riva e Elis Angela Medeiros criaram um roteiro sexual para você dar um descanso ao seu colchão. Confira algumas dicas:

Na sala
Se o filme que você e seu amor estão vendo na sala lhe deu ideias picantes, economize o caminho até o quarto e parta para o ataque ali mesmo.
Sofá: ajoelhe-se de frente para o encosto e apoie seu peito no móvel. Empine o bumbum para facilitar a penetração. O bonitão deve ficar de pé, bem atrás de você. O sofá também é um local perfeito para fazer e receber sexo oral.
Chão: para evitar os roxinhos pelo corpo, prefira transar sobre um tapete macio. O companheiro deve ficar sentado com as costas apoiadas na parede, as pernas retas e abertas. Ajoelhe-se de costas para ele e reveze movimentos de sobe e desce.

Banho de orgasmo
Transar no chuveiro é uma delícia e, com um pouco de criatividade, outros espaços em seu banheiro também podem contribuir muito para seu prazer.
Box: além de excitante, é uma ótima opção para “aqueles” dias, pois o fluxo da água diminui o sangramento. Apoie suas mãos na parede, jogue o tronco para frente e eleve o bumbum para ele penetrá-la por trás.
Pia: de frente para a torneira, peça que o rapaz fique atrás de você. Ele pode segurá-la pela cintura enquanto pega em seu cabelo e beija seu pescoço. Se estiverem em frente ao espelho, ele conseguirá apreciar suas expressões de prazer.
Parede: encoste suas costas e, de frente para o moço, abrace a cintura dele com uma perna para possibilitar a penetração. Se for forte, ele pode erguê-la enquanto você o enlaça com as duas pernas.

Degraus do desejo
Já é hora de colocar em prática a fantasia de fazer amor numa escada. Se não for em sua casa, tome cuidado para não ser flagrada.
Escada: comece com amassos, usando o corrimão como apoio, ou com um sexo oral caprichado. Peça para o gato sentar-se em um degrau e se encaixe de costas para ele, aproveitando o desnível para uma penetração profunda.

Paisagem do prazer
Seu apartamento ou casa tem uma vista linda da sacada? Então, espere a madrugada e aproveite o cenário de um jeito delicioso.
Sacada: coloque uma camisola ou vestidinho leve, sem calcinha, para apreciar a noite. Deixe o corpo levemente inclinado para frente e peça para seu parceiro abraçá-la por trás. Ele pode cobri-la de beijos no pescoço enquanto a penetra.

Encontro gastronômico
Comece com um jantar inocente e, depois, mostre a ele suas verdadeiras intenções.
Mesa ou bancada: certifique-se de que é resistente e livre-se do que estiver sobre ela. Sente-se na beirada e incline o corpo para trás, enquanto o gato a penetra, de pé. Enlace a cintura do bonitão com as pernas ou apoie-as nos ombros dele. Em último caso, eleve o bumbum para estimular ainda mais seu ponto G.
Cadeira: enquanto ele fica sentado, você pode premiá-lo com striptease ou sexo oral. Então, sente-se de frente ou de costas, controlando os movimentos.



Publicado em 24/08/2011

Menshealth/2011

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Ouvi dizer que o pênis pode quebrar. É -+-verdade?



Por  MdeMulher 



Sim.  Apesar de não possuir osso, o pênis humano pode ser fraturado. O urologista Celso Gromatsky explica: “O que faz o órgão ficar ereto é o sangue que passa por dentro dele (no chamado corpo cavernoso) com grande pressão. Se, nessa hora, o pênis for submetido a uma dobra repentina, a membrana que envolve o tal corpo cavernoso irá se romper e o sangue extravasará para debaixo da pele”. Resultado? O homem sente uma dor imensa, e o pênis perde a ereção, ficando roxo e inchado.

A orientação: ir imediatamente ao hospital, onde determinarão se o tratamento será ou não cirúrgico. Para evitar a situação, a dica é ser cautelosa quando estiver por cima durante a transa, certificando-se de que está bem lubrificada e se movimentando em harmonia com o parceiro.





Por que o sexo anal é a fantasia sexual favorita dos homens?



Por  MdeMulher 



Mesmo com a atual adoração dos brasileiros pelos seios, o bumbum é e sempre será a

verdadeira mania nacional. “A supervalorização das nádegas surgiu no período colonial, quando as formas fartas e arredondadas das escravas atiçavam o desejo dos senhores”, explica o psiquiatra Moacir Costa, especialista em sexualidade. A negação da maioria das mulheres também estimula a libido masculina. “O proibido é tentador, parece mais gostoso. Além disso, essa variação está associada à posição de quatro, que sugere dominação e subjugação da parceira”, completa.


  
NOVA

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Dicionário do sexo: aprenda o significado de gírias sexuais

Conheça o significado de algumas gírias sexuais e turbine a relação


Você sabe o significado de todas as gírias sexuais? Desvendamos o que as mais comuns querem dizer para você se tornar uma doutora do sexo.

      
Beijo grego

 


Nome popular da anilíngua (ou anilingus), refere-se à ação de lamber e beijar o ânus do parceiro. Essa ousada carícia vale para homens e mulheres. Isso pode ser superexcitante para ele, mas, como qualquer movimentação no lado B do rapaz pode ser tabu, descubra qual é a opinião do seu parceiro antes de ousar.

Consolo
 


Também conhecido como Dildo, é uma prótese no formato de pênis - que pode ou não ser vibratória. O brinquedinho tanto apimenta a relação a dois como é ótima companhia para sua masturbação.

Bondage

Muita gente tem a fantasia de amarrar os braços do parceiro na cama durante a transa. Para, por exemplo, torturar de prazer com uma sessão de sexo oral. O que poucos sabem é que a "tara" de imobilizar o outro se chama bondage. Pode usar cordas, panos ou fitas adesivas para a prática.

DP


Sigla para dupla penetração, vaginal e anal. É possível fazer isso com um vibrador durante a relação sexual ou em sexo grupal. A prática pode ser muito prazerosa, desde que com uso de lubrificante.

Espanhola

É uma forma de relação sexual sem penetração, na qual você usa seus seios para masturbar o parceiro. O estímulo pode ser tanto do movimento de vaivém do pênis preso entre os seios quanto por sexo oral, usando os seios como apoio para o pênis.

69

É a posição que permite sexo oral mútuo. Para praticá-la de forma mais confortável, coloque um travesseiro por baixo do bumbum do moço, deitado de barriga para cima, e outro embaixo do pescoço. Peça para o bonitão dobrar os joelhos. Agora é só se posicionar com a cabeça na direção dos pés do gato para dar e ter muito prazer!

Fetiche

É a excitação sexual por meio de um objeto ou determinada parte do corpo, como a tara por pés, por roupas de couro ou até por uniformes (bombeiro, policial...). Aproveite esses fetiches para apimentar a noite. Converse com o gato sobre suas fantasias e realize algumas delas, sem que isso seja uma obrigação. Ele, com certeza, vai querer retribuir o favor!

Roleplay
Termo em inglês que se refere ao uso de histórias durante o sexo. Aqui cabem todas as fantasias com situações específicas como brincar de chefe e secretária, professor e aluna, médica e paciente...

Ménage à trois

É a relação sexual entre três pessoas. Essa brincadeira pode ser prazerosa, mas pode causar problemas (insegurança, ciúme) ao relacionamento. Se quiser experimentar, converse bastante com seu parceiro antes.

Sadomasoquismo

É a junção de duas tendências complementares: o sadismo (excitação com o sofrimento do outro) e o masoquismo (prazer sexual em sentir dor). A excitação não vem necessariamente da sensação física de dor, mas da submissão. Se você curte bancar a dominadora na cama, experimente usar acessórios como chicotinho, venda e algema para esquentar ainda mais a brincadeira.

Swing

Nome dado à troca de casais. Geralmente a prática ocorre em lugares próprios para isso, como casas ou clubes de swing, onde tudo é permitido, mas nada é obrigatório.



Conteúdo do site VIVA!MAIS


segunda-feira, 10 de outubro de 2011